Get Adobe Flash player

رسالة اليوم من هدي الرسول

تدل النصوص على أن ليلة القدر تنتقل، فتكون عاماً في ليلة من ليالي العشر والعام الآخر في ليلة أخرى، وهو قول الجمهور، لكنها تتأكد في وتر العشر الأواخر، لقوله صلى الله عليه وسلم: (تحروا ليلة القدر في العشر الأواخر من رمضان). متفق عليه، زاد البخاري: (في الوتر من العشر الأواخر).         

كتاب الرحمة في حياة الرسول

إقرأ مقالا من أكبر كتاب في العالم

فضل المدينة وسكناها

أضخم عمل عن الحرمين الشريفين

شاهد المدينة المنورة مباشرة

الرئيسية
As necessidades da Humanidade na missão do Profeta Muhammad

Através da revelação de Deus, Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz) libertou a mente humana da superstição, do engano e da submissão a falsos objetos de adoração, bem como dos conceitos contrários à razão, como as afirmações de que Deus teve um filho humano que Ele sacrificou para expiar os pecados da humanidade.

Antes da vinda do Profeta Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz), a mente do povo árabe era dominada por muitas crenças e lendas incompatíveis com a razão sã e com o intelecto que não aceita o que é contrário à razão. Uma crença proeminente do período de ignorância pré-Islâmico era a de que a pedra ou a madeira esculpida por mãos humanas poderia beneficiá-los ou feri-los. Assim, eles adoravam esses ídolos juntamente com Allah ou em vez Dele. Eles temiam sua vingança e intimidavam seus subordinados, que em contrapartida fechavam suas mentes, incapazes de distinguir o erro da realidade, nessas questões.

Então Allah enviou o Profeta Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz) com a religião do Islam, o que honrou o homem por sua inteligência e o tornou digno de responsabilidade pela s obrigações e proibições religiosas, enquanto isentava os mentalmente deficientes e as crianças ainda imaturas. O Islam promove e recompensa o indivíduo pelo uso de sua mente para descobrir fatos acerca do universo nos campos da ciência. E proíbe tudo o que afeta a clareza da mente, como vários tipos de tóxicos e drogas.

O Islam iniciou por purificar a doutrina religiosa da superstição e do engano. Seu credo se dirige à mente, para convencê-la da verdade propagada no Alcorão e para refutar as falsas crenças do povo ignorante, como a crença da pluralidade de divindades. Um exemplo está na afirmação de Allah :

“Allah não tomou filho, nem jamais houve com ele qualquer divindade. (Se houvesse), então cada divindade tomaria para si o que criou, e alguns deles buscariam sobrepujar os outros. Exaltado é Allah sobre tudo o que eles descrevem.” (23:91)

Esse argumento claro, em palavras tão concisas, mostra que o verdadeiro Deus é um Criador dinâmico que pode beneficiar Seu servo e protegê-lo de qualquer mal. Assim, se houvesse mais de um Deus, os outros também teriam criado e agido, de forma que haveria rivalidade entre eles. Um deles teria que sobrepujar o outro e tomar-lhe a criação, como fazem os reis deste mundo com seus reinos. E quando um não fosse capaz de subjugar os outros, poderíamos ter um entre três resultados:

· Cada um deles se prenderia a sua própria criação e soberania;

· Alguns deles eventualmente sobrepujariam os outros;

· Todos eles seriam subservientes a um soberano ou um Deus, que então teria completo controle sobre eles.

O arranjo dos mundos celeste e terrestre, sua inter-relação e sua operação de acordo com um sistema preciso que não muda ou se corrompe é a maior evidência de que há somente um administrador, além do qual não há outra divindade.

Um Senhor, que é o único digno de adoração, é o conceito mais aceitável às mentes inteligentes. Isto se coloca como contrapartida às afirmações de que Deus é parte de uma trindade ou à de que ídolos podem compartilhar Sua divindade e Seu direito de ser adorado somente. Assim, o que pode ser maior do que esse conceito cristalino de monoteísmo, que era então desconhecido, no tempo em que o Profeta da Piedade (Deus o abençoe e lhe dê paz) foi enviado à humanidade? E que crença acerca de Deus é mais compatível com o intelecto são do que este?