O Profeta da Misericórdia Site

Liga do Mundo Islâmico - Organização Mundial para Apresentar e Apoiar o Mensageiro de Deus

Loading...
mohammad

O Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) disse: “O Arcanjo Gabriel me ordenou dar prioridade aos idosos.”

773 ة um fundamento geral de se dar prioridade aos idosos quanto à

generosidade e honra em geral. O Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) ordenou que começلssemos com o mais velho quando servimos لgua para beber e coisa similar.

Disse: “Comecem com os mais velhos”, ou disse: “Com os mais nobres”

774 Ele colocou isso em prلtica. Aicha (que Deus o tenha em Sua glَria)

relatou: “O Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) usava o siwak na

mohammad

Os preceitos legais islâmicos adotaram sempre o princيpio de leniência e a facilidade com pessoas sujeitas a constrangimento por causa de suas necessidades, tais como os idosos. Vemos isso com clareza nas leis islâmicas, facilitando as expiaçُes e as obrigaçُes exigidas deles. A melhor evidência de facilitar as expiaçُes para os idosos é a histَria de Khaula filha de Ass’laba, que foi mencionada no inيcio da Surata al Mujلdala. O seu idoso marido, Aus ibn Assلmit, pronunciou o zihar (declarando-a ilيcita para ele como esposa).

mohammad

Quando ءmr Ibn Abi Sufian Ibn Harb caiu prisioneiro na Batalha de

Badr, foi dito ao pai dele: “Liberte o seu filho!” Disse: “Terei de arcar

com sangue e dinheiro? Mataram Hanzala e tenho de libertar ءmr?

Que permaneça prisioneiro quanto quiserem.”

Enquanto ele estava preso em Madina, nas mمos do Profeta (Deus o

abençoe e lhe dê paz), um homem idoso, muçulmano, foi a Makka

para cumprir a Umra. Chamava-se Saad Ibn Nu’man Ibn Acal, irmمo

de Ibn ءmru ibn Auf. Apesar das circunstâncias polيticas estarem

mohammad

Primeiro: O funeral de um de seus inimigos:

Vemo-lo com bom-gosto, sublimidade e misericórdia, participar com

as pessoas no enterro dos mortos, descendo no túmulo e recebendo o

morto nos joelhos, oferecia a sua camisa ao morto para servir-lhe de

mortalha, como misericórdia e condolências aos familiares, mesmo que

o morto tenha sido o mais ferrenho inimigo dele.

Veja como foi a sua conduta com o inimigo da mensagem do Islam em

Madina, Abdullah Ibn Ubai ibn Salul, quando este morreu e quiseram

enterrá-lo:

mohammad

Abdullah Ibn Mass’ud (que Deus o tenha em Sua glória) disse: “Estava

altas horas da noite junto com o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz)

na expedição de Tabuk (Rajab, ano 9 da Hégira/Outubro de 630 d.C.).

Vi uma fogueira do lado dos soldados. Segui na sua direção. Encontrei o

Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz), Abu Bakr e Ômar. Abdullah Zul

792 Narrado por Bukhári, nº 1263.

Bajadin Almuzani havia morrido. Haviam aberto uma sepultura para

ele e o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) estava dentro dela e Abu

mohammad

Um dia, o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz), junto com Abu Bakr,

passou pelo cemitério e viu um túmulo novo. Perguntou: “De quem

é essa sepultura?”

795
Abu Bakr respondeu: “Ó Mensageiro de Deus, é

sepultura de Ummu Mihjan. Ela costumava limpar a mesquita.” Ele

perguntou: “Por que não me informaram?” Disse-lhe: “Estava dormindo

e não quisemos acordá-lo.” Disse-lhe: “Não devem fazer isso. A minha

oração fúnebre para os vossos mortos será luz para eles em seus túmulos.”

Ele alinhou seus companheiros e fez a oração fúnebre por ela.

mohammad

Primeiro: O ficar em pé quando um funeral passava

Enquanto o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) estava sentado

com os companheiros, e um funeral passou por eles, ele se levantou

imediatamente.

Foi-lhe dito: “É o funeral de um judeu.”798 Disse indicando a sua

tolerância: “Não é uma alma?”799

Abu Mass’ud, Sahl Ibn Hunaif e Kaiss Ibn Saad costumavam se levantar

quando um féretro estivesse passando.

Jáber Ibn Abdullah relatou que o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz)

mohammad

O Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) passou por um local de Madina

ou Makka e ouviu os lamentos de duas pessoas sendo castigadas nos

túmulos. Ele disse: “Estão sendo castigados não por dois pecados graves,

mas um deles urinou sem se higienizar e o outro costumava caluniar

os outros.” Então, pediu um ramo verde, quebrou em dois pedaços e

colocou um em cada túmulo. Foi-lhe perguntado: “Ó Mensageiro de

Deus, por que fez isso?” Respondeu: “Talvez o castigo seja amainado

enquanto não secarem, ou até secarem.”

801