O Profeta da Misericórdia Site

Liga do Mundo Islâmico - Organização Mundial para Apresentar e Apoiar o Mensageiro de Deus

As necessidades da Humanidade na missão do Profeta Muhammad

Através da revelação, Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz) convidou as pessoas a usarem suas mentes, a descobrirem o universo à sua volta e adquirirem conhecimento. Ele confirmou que Allah recompensa esses feitos, em um tempo em que cientistas e intelectuais, em outras civilizações, sofriam perseguições e acusações de heresia e blasfêmia, sofriam o terror das prisões, eram torturados e muitas vezes mortos.

O primeiro verso revelado ao Profeta Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz) foi:

“Recita em nome do teu Senhor, que te criou;” (96:1)

Allah também revelou:

“Diz ‘São os sábios iguais aos insipientes?’ Somente eles saberão quem são as pessoas de entendimento.” (39:9)

“Allah elevará aqueles dentre vós que crerem e aqueles a quem foi dado conhecimento, em graus.” (58:11)

Além disso, a escritura revelada ao Profeta Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz) faz alusão a uma série de fatos científicos. Isso é parte de sua natureza miraculosa, uma vez que essas informações não poderiam ser de autoria de um Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) iletrado, incapaz de ler e escrever. Na verdade, era impossível que ele sequer soubesse dessas coisas naquele tempo – fatos como a existência de uma barreira invisível entre corpos de água doce e salgada, a imensidão das estrelas e as três camadas de escuridão no útero de uma mulher. Esses e muitos outros fatos foram registrados por muitos acadêmicos como milagres do Alcorão e foram corroborados por muitos cientistas não-Muçulmanos. Eles estão disponíveis em publicações, gravações, etc. Além disso, o Profeta (Deus o abençoe e lhe dê paz) menciona alguns outros, como a formação do feto no útero da mãe.

Como, então, é possível que qualquer um pense que um Profeta a quem Deus revelou essas informações poderia ser contrário à intelectualidade ou oposto aos intelectuais?

O conhecimento se difundiu através de séculos de civilização Islâmica porque a religião do Profeta Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz) o encoraja e incentiva. Além disso, ela considera toda a comunidade responsável, caso um ramo de conhecimento necessário a um de seus membros seja negligenciado.

Em contraste, e séculos após a missão de Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz) encontramos muitos cientistas e pioneiros na intelectualidade condenados pela Igreja, acusados de se opor à vontade do Senhor e de descrença, como resultado de suas descobertas e achados científicos, como foi o caso de Galileu e outros antes dele. Seu trabalho não foi reconhecido antes que muitas vidas fossem perdidas e muitos livre-pensadores tivessem sido aprisionados, algo que nunca aconteceu na civilização Islâmica estabelecida por Muhammad (Deus o abençoe e lhe dê paz), o Profeta da Piedade.